29 de ago de 2010

Kriptonyte - RIP

Kriptonyte foi um dos grandes nomes da Gottiline. A informação foi de que ele morreu de hipertermia num desses dias quentes da Califórnia. Quando o assunto é Gotti, sou fã dele.

Gridlock

Gridlock é um puta cão, neto do Heff. Cachorraço!!!


Boçalidade!

Achei esse vídeo ao acaso, mas me impressionei com a ignorância do Blue Nose. Olha o tamanho das costas e pescoço desse animal rs!

Cougnut & H3

Infelizmente não consegui o pedigree desses cães. Acho que são do Squirebullies.

Big Unit

Cachorraço da Remyline! É melhor assistir ao vídeo, as imagens dizem tudo. Salve a Remyline lol.

Louis

A única coisa que sei sobre Louis é que ele é neto do Juan Gotti. Tem uma boa estrutura e uma bela panela (cabeça grande).

26 de ago de 2010

Faith

Faith é uma cadelinha que nasceu com deformidades nos membros torácicos. Ela escapou de ser sacrificada pela própria mãe que, institivamente, iria fazê-lo quando foi adotada por uma família americana. Atualmente sse animal é utilizado como símbolo de superação para as pessoas, inclusive na recuperação de doentes. O outro vídeo mostra o mesmo exmplo, só que na versão humana.
Resolvi fazer esse post pois sei que muitos "criadores" decidem sacrificar muitos dos seus animais por muito menos. Então, espero que depois de assistir esse vídeo, eles reflitam e abram um pouco a mente!


22 de ago de 2010

C.E.O

De quem você acha que C.E.O é filho? Remy Martin é claro!

831 BULLIEZ PATRON

Shrek é filho do 831 BULLIEZ PATRON com uma filha do Mikeland's Turbo.

TRE-LOW

Tre-low tem R.E e Gotti-Mikeland no sangue. No final das contas puxou mais para o fenótipo da Mikelandline. Temos um filho dele no Brasil, o Beef.


12 de ago de 2010

CAMELOT Kennels X CAMELOT Pits




Um pouco da história da linhagem Camelot.

Esta linhagem está dividida em duas partes: A origem desenvolvida pelo Sr. Art Sideras (Camelot Kennel) e a divisão feita pelo Sr. Kenny (Camelot Pits) e pela Sra Linda Peterson (Petersons PitBulls).

Camelot Kennel (Art Sideras) – este criador foi o mentor e desenvolvedor da linhagem Camelot por volta do final dos anos 70 e início dos anos 80. Sua criação sempre foi baseada em cães de jogo com origens em cães de sangue vermelho (Sarona, Hemphill, Wallace, Dangerzone etc...), porém, sabidamente por todos criadores americanos, a paixão dele nunca foi o “ringue” e sim a obsessão pela busca de cães atléticos com muita tenacidade, pulmão e força, cães típicos de jogo, porém, com um diferencial – ele sempre procurou selecionar cães grandes fora do padrão dos cães de jogo em termos de medidas – seus cães sempre mantiveram todas as características de um cão de jogo só que sempre com tamanho exagerado. Teve sempre ao seu lado o parceiro de criação Sr. Benji Reyes o qual também trabalhava paralelamente sua linhagem (Brewsters Kubars). Reyes sempre direcionou seus apbt’s para o Hunting e HogDog (caçada a presas, javalis, porcos selvagens, etc..). Art e Reyes produziram em parceria grandes cães renomados nos EUA. Seus canis eram registrados na ADBA. Esta linhagem começou a atrair outros criadores americanos que iniciaram trabalhos com o sangue, entre eles: Red Hot Kennels, Mc Kennas Pitbulls, Santos Kennels, Olzwelski Kennels, etc.
No início dos anos 90 Art e Reyes fizeram um cruzamento entre Kubars Golden Bud e Camelot’s Blaze Maxine onde nasceram Camelot’s The Duke e Camelot’s Sherman Tank, animais muito grandes ao gosto de Art e Reyes sendo mais tarde vendidos para o Santos Kennels (Duke) e Petersons Pitbulls (Sherman Tank). Estes 2 criadores começaram a desenvolver um trabalho paralelo objetivando a produção de cães maiores com medidas mais extremadas, selecionando sempre os maiores de cada ninhada.

O canil Santo’s em 1995 realizou um cruzamento entre o seu padreador The Duke com uma cadela do Sr. Reyes a Brewsters Pebbles, onde nasceu o Santo’s Chief adquirido pelo Sr. Kenny (Sonia’s Kennel).

O grande “racha”.
O Sr. Kenny após ter comprado o Chief registrou o seu canil com o nome de Camelot Pits no UKC, aí começa a grande briga. O Sr. Art que foi o desenvolvedor da linhagem Camelot e dono do Camelot Kennels (somente registrado na ADBA) iniciou um processo para o UKC rever o registro do canil do Kenny (Camelot Pits). Esta briga se perdura até hoje com defensores dos dois lados.
Nesta época as acusações, brigas e fofocas foram demasiadas desenrolando-se em processos para todos os lados. Surge então a “brilhante” idéia por parte de um grupo de criadores defensores do Sr. Art de difamar a criação do Sr. Kenny e começam a espalhar pelos 4 cantos dos EUA que o Kenny tinha hibridado seus cães com animais da raça Dogue de Bourdeaux. Esta calúnia foi extremamente ridicularizada na época por todos criadores de apbt XXL dos EUA. O canil Red Hot e o Mc Kennas kennels foram os mentores e principais acusadores desta calúnia ao canil do Kenny, pelo fato dos cães do Kenny ter um aspecto molossóide com volume muito maior do que os tradicionais Camelot’s e pela inveja ao sucesso que o canil do Kenny estava obtendo na época.

Daí então surge a divisão da linhagem

O Kenny (Camelot Pit’s) começa a desenvolver uma seleção em cima do seu padreador Chief selecionando sempre os cães mais volumosos, como ele mesmo diz sempre procurou obter maior profundidade e abertura de peito, volume de cabeça, ossatura mais pesada, sem perder a identidade de um apbt. Ele trabalhou muito no início com a modalidade “outcross” com cães vindos do Petersons Pitbulls onde o principal animal utilizado por ele foi o Peterson’s Trip (um dual register de sangue azul) e também com “fechamentos” de sangue voltando ao sangue de Reyes (Brewsters) e Olzwelski. Sua seleção sempre se baseou nos mais volumosos mantendo o Chief como principal padreador até a sua morte em 2007.
Ao mesmo tempo a Linda Peterson (Petersons Pitbulls) com uma ferramenta muito valorosa em mãos o Sherman Tank (irmão de ninhada do The Duke) também começa a desenvolver um trabalho muito parecido com o do Kenny trabalhando com a raiz do sangue Camelot (Sherman Tank) como padreador principal, cruzando-o em fechamento de sangue e também em aberturas com sangue azul “dual register”.

Com o passar do tempo as duas divisões tem seus adeptos e criadores, vários canis mantém o sangue Camelot mais tradicional voltando-o em sangues Ofrn, Sarona, Clouse, Dangerzone, (Red Hot Kennels, Santos Kennels, Mc Kennas Kenells, etc..) enquanto outros criadores adeptos ao estilo mais volumoso engrossam a criação ao lado do Sr. Kenny (Petersons Pitbulls, Gargoyle Pits, Murphys Law Kennels, Untouchabull Pits, etc....).

Esses cães são amados nos EUA e hoje tem um estilo próprio denominado de XXL Red Pits. Os pedigrees são muito interessantes contando com cães muito importantes do mundo apbt americano, são pedigrees muito antigos contando com mais de 30 gerações de cães registrados na ADBA e UKC e respeitadíssimos no mundo inteiro.

Isto mostra que um grande e incansável trabalho de seleção pode originar animais muito diferenciados dentro de uma raça e este trabalho desperta ao mesmo tempo admiração e ódio de muitos criadores envolvidos com a raça, tanto nos EUA, como no Brasil e no mundo inteiro.
Crédito do texto: Rudy Bulls.

6 de ago de 2010

Lil Chico


Lil Chico é um dos menores representantes da razor's edge. Tem como antepassados alguns cães do Suarez Bulls Kennels. É tão pequeno que alguns o chamam de Toy Bully. Eu não gosto de cães excessivamente baixos, pois tendem a perder a harmonia estrutural e sofrem limitações nos movimentos (além de apresentar deformidades , principalmente nos aprumos). Reparem na diferença entre ele e o Fonzi na foto.

MAXOUT BULLIES'S "MIMI"

Mais uma cadela para quem gosta dos pockets.

Sideshow

Sideshow é mais um dos ogros filhos do Kurupt. Mistura do sangue Kurupt + Monster Jojola. Ele e o Lil Scrappy empataram na vitória do recente evento da Atomic Dog.

3 de ago de 2010

Simbad

Simbad carrega o sangue razor's edge e gottiline. Gosto do tipo do cão, com ressalva do fuço que é muito curto. Infelizmente, essa tem sido uma característica de muitos filhos do G2.